Sparkle app icon

Sparkle App
Participe da comunidade exclusiva do nosso blog!
Grátis -

VER

Tráfego pago ou orgânico: descubra a melhor opção para o seu negócio

Na hora atrair mais visitantes para o seu site, o que é melhor: tráfego pago ou orgânico? Conheça mais sobre essas duas estratégias, suas vantagens, desvantagens e como escolher a mais indicada para o seu negócio.

Tráfego pago ou orgânico: descubra a melhor opção para o seu negócio

O sonho de qualquer empreendedor digital, seja ele iniciante ou não, é conquistar novos clientes e, assim, aumentar o faturamento. Mas, para fazer isso, primeiro é necessário tornar a marca conhecida no mercado.

Existem diversas maneiras de aumentar a visibilidade no mundo online. E uma das mais populares é investir em marketing digital e criar um blog ou site.

Mas de nada adianta manter uma página na internet sem uma estratégia bem estruturada. Afinal, com certeza existem milhares de sites e blogs com conteúdos parecidos disputando uma fatia do seu público-alvo.

Nessas horas, muitos empreendedores ficam confusos, sem saber qual o melhor caminho para aumentar o número de visitantes e atrair clientes em potencial: investir em tráfego pago ou orgânico?

Foi pensando em ajudar a responder a essa questão que preparamos este post. Você vai conhecer as principais diferenças entre os dois tipos de tráfego, suas vantagens, desvantagens e como escolher a melhor estratégia para o seu negócio.

Vamos nessa?

O que é tráfego orgânico e como ele funciona?

O tráfego orgânico corresponde aos visitantes que chegam até o seu site ou blog por meio de mecanismos de busca, como o Google, por exemplo. E tudo isso sem que você precise investir em campanhas de anúncios.

Ao fazer uma busca no Google ou outro buscador, o usuário digita uma palavra-chave ou uma pergunta e é apresentado a uma lista com diversos sites que podem responder à sua dúvida.

Ao clicar em um dos resultados da página de buscas, conhecida como SERP, o usuário é direcionado ao seu site por iniciativa própria.

Mas o que leva alguém a clicar em um determinado resultado em vez de outro? Existem alguns critérios, como:

  • o link aparenta ser mais relevante, ou seja, com informações mais úteis;
  • a fonte é mais confiável ou tem mais autoridade sobre o assunto pesquisado;
  • o domínio já é conhecido do usuário ou foi recomendado por conhecidos;
  • corresponde melhor à intenção de pesquisa do usuário naquele momento.

Como deu para perceber, para aumentar o tráfego orgânico é necessário construir e fortalecer a autoridade da marca na internet e produzir conteúdos que sejam relevantes para o público-alvo.

Entre os formatos de conteúdo que podem ser utilizados nessa estratégia estão blog posts — principalmente evergreen —, infográficos, landing pages e vídeos.

Esse é, inclusive, um dos pilares do Inbound Marketing, uma estratégia focada na atração de usuários por meio de conteúdos e materiais de alto valor.

Quais as vantagens do tráfego orgânico?

Logo de cara, a maior vantagem de investir em tráfego orgânico é o baixo investimento, afinal, não é necessário impulsionar conteúdos e criar campanhas de anúncios pagos.

Outro benefício dessa estratégia é que os resultados são duradouros.

Links patrocinados só geram visitas e cliques enquanto a campanha de anúncios está no ar e existe orçamento. Já um blog post evergreen, por exemplo, com informações valiosas sobre um determinado tema, continuará gerando visitas enquanto seu domínio estiver no ar.

Tudo isso ainda contribui para o fortalecimento da autoridade do seu negócio ou marca na internet. Quanto mais conteúdos informativos e de alto valor você publicar, mais será visto como uma referência em seu nicho de mercado.

Mas nem tudo são flores…

Se você leu até aqui, deve imaginar que o tráfego orgânico é uma estratégia perfeita. A verdade é que também existem algumas desvantagens que você precisa levar em conta.

Embora o investimento inicial seja baixo se comparado com uma estratégia de links patrocinados, o tráfego orgânico não é totalmente gratuito.

Você terá que produzir os conteúdos com uma equipe interna ou terceirizar essa demanda para uma agência ou freelancers. Além, é claro, dos gastos com a criação do site ou blog e o registro do domínio.

Além disso, uma estratégia de tráfego orgânico pode demorar alguns meses até entregar os primeiros resultados. Ou seja, se você precisa atrair visitantes para uma determinada página com urgência, talvez essa não seja a melhor alternativa.

E o tráfego pago?

Como o próprio nome já indica, com o tráfego pago você precisa investir diretamente para que os usuários acessem sua página, seja em links patrocinados em buscadores ou posts impulsionados em redes sociais.

Com essa estratégia, páginas específicas e conteúdos do seu negócio serão exibidos com destaque em buscadores ou em redes sociais, aumentando o número de cliques e, consequentemente, de visitantes.

Ao investir em mídia paga no Google Ads, por exemplo, você escolhe um conjunto de palavras-chave relacionadas ao seu negócio ou à página para a qual você quer direcionar o tráfego. Assim, sempre que alguém usar um dos termos que você escolheu, o seu link será exibido em destaque na SERP.

Campanhas de tráfego pago são exibidas com destaque na página de resultados de busca de buscadores como o Google.

Quanto custa investir em tráfego pago?

Uma crença bastante comum é que o tráfego pago é caro. Na realidade, o valor a ser investido vai depender dos objetivos da campanha e do orçamento disponível para ela.

Quanto mais você investir, melhores serão os resultados alcançados e por mais tempo o seu anúncio será exibido na plataforma escolhida. Ao investir em mídia paga no Google, por exemplo, você escolhe qual será a forma de cobrança, que pode ser por cliques ou impressões.

  • Custo por clique (CPC): Nesse formato, você paga sempre que uma pessoa clicar em seu anúncio. Você também pode determinar um orçamento máximo e a campanha rodará até acumular o número de cliques que o valor definido permitir;
  • Custo por impressão (CPM): Aqui, a cobrança é realizada sempre que mil pessoas visualizarem o seu anúncio.

Quais as vantagens (e desvantagens) do tráfego pago?

Um dos benefícios do tráfego pago é a entrega rápida de resultados, seja em visitantes, cliques ou impressões. A partir do momento em que você configura uma campanha de anúncios e a coloca no ar, o seu conteúdo passa a ser exibido com destaque para o público.

Isso faz com que essa estratégia seja ideal para lançamentos de produtos ou campanhas de awareness, por exemplo.

Além disso, utilizar links patrocinados pode ajudar a impactar leads que estejam no fim do funil de vendas. Escolhendo os melhores termos e palavras-chave, é possível aumentar as taxas de conversão entregando conteúdos e soluções relevantes para os usuários.

Entretanto, vale lembrar que, para manter o fluxo de tráfego pago constante, é necessário ter sempre anúncios ativos. Isso significa que se o orçamento da campanha se esgotar, os anúncios param de ser exibidos para o público.

Qual a melhor estratégia: tráfego pago ou orgânico?

Você deve ter percebido que o objetivo de ambas as estratégias, tráfego pago e orgânico, é o mesmo: atrair mais visitantes para o site da sua marca e gerar mais tráfego que os concorrentes.

Porém, as semelhanças acabam aí.

Enquanto a mídia paga exige investimento constante em anúncios para continuar gerando resultados, o posicionamento orgânico requer apenas a produção de conteúdos relevantes e alinhados com os interesses e necessidades da sua persona.

O ideal é avaliar exatamente qual o objetivo do seu negócio para, em seguida, definir qual fonte de tráfego será priorizada.

Caso o seu objetivo seja construir autoridade e se tornar uma referência em seu nicho de atuação, foque na produção de conteúdos de valor. Agora, se a intenção é gerar reconhecimento e atrair o maior número de visitantes possível e em menos tempo, priorize investimentos em mídia paga.

E embora pareçam estratégias opostas, tráfego pago e orgânico se complementam e podem caminhar juntos! Nada impede que você invista em links patrocinados para manter a conversão do seu negócio em alta enquanto trabalha na construção de autoridade com conteúdos evergreen em seu blog.

Para ajudar seus blogposts a alcançarem o topo das páginas de busca, não deixe de conferir nosso texto completo sobre SEO, a estratégia que vai ajudar seus conteúdos a rankearem melhor no Google.

E, para conquistar resultados ainda melhores com campanhas de anúncios, dê uma olhada em nosso post com as 6 melhores formas de gerar tráfego pago.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.