Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Black Week Hotmart

Quer fazer mais vendas? Participe da Black Week Hotmart. Nos últimos anos, os números foram impressionantes: aumento de 200% em vendas em um único dia!

Quero participar

"Como devo nomear aquele botão?" Faça sua página e seu produto converterem mais com UX writing

"Como devo nomear aquele botão?" Faça sua página e seu produto converterem mais com UX writing

“Como devo escrever aquela mensagem de erro?” Entenda o que é UX writing e veja como a escrita faz diferença na experiência do usuário!

Se você já trabalha na internet ou quer se tornar um empreendedor ou empreendedora digital e ter um produto, provavelmente já sabe que precisa de estratégias para atrair seu público para sua página.

A escrita para esta página deve ser mais coercitiva e atraente, para que as pessoas se interessem pelo que você tem a oferecer, certo?

Por outro lado, para produtos como aplicativos para celular e plataformas digitais (como é o caso da própria Hotmart), a escrita deve ser clara e simples, a fim de que todos os usuários consigam cumprir as tarefas facilmente.

Não sei se você já ouviu falar de UX Writing, ou Content Strategist, ou até mesmo Design Strategist. Três expressões em inglês que representam uma profissão muito presente nas empresas digitais atualmente.

Traduzindo para o português, podemos falar Estrategista de Conteúdo ou Escrita de Experiência do Usuário.

Você deve estar se perguntando:

“Mas o que seria essa nova profissão? Por que ela está, junto com as outras profissões relacionadas à experiência do usuário, em destaque atualmente? E o que ela tem a ver com  produtos como a plataforma Hotmart?”

Vamos explicar tudo neste post!

O mais importante é saber que, sabendo escrever bem ou não, você pode aprender algumas estratégias para melhorar seu produto digital e fazê-lo converter mais!

Acompanhe!

Afinal, o que é UX Writing?

De forma simplificada, UX Writing é a criação de textos que facilitam a experiência do usuário em um produto digital, em uma página ou em um aplicativo.

Isto é, garantir que o usuário complete a ação desejada sem obstáculos que possam confundi-lo.

Para explicar melhor, vou usar, ao longo do texto, a plataforma da Hotmart como exemplo.

Como já falamos, a própria Hotmart é considerada um produto, já que temos um universo complexo onde o usuário pode efetuar diversas ações. Combinado?

Então vamos lá!

Esta que vos escreve é a UX Writer responsável pelos textos da plataforma!

Isso quer dizer que sou responsável pelo que está escrito em cada tela: títulos, subtítulos, menus, pop-ups, notificações, mensagens de erro e várias outras interações com quem a utiliza.

Como somos uma plataforma com diversas soluções para os usuários, como área de membros e sistema de pagamento próprio, precisamos, muitas vezes, nos comunicar por email com nossos usuários.

São os chamados emails transacionais. Estes também ficam a cargo de um estrategista de conteúdo.

Diferentes dos emails que você recebe divulgando novas funcionalidades, os emails transacionais são, por exemplo, emails automáticos que você recebe logo após uma compra.

Todo esse conteúdo precisa estar alinhado em um mesmo tom de voz e com um vocabulário pertinente para quem é nosso público-alvo.

Em alguns casos, podemos ser mais técnicos, já que o contexto em que aquele usuário está inserido já é mais avançado.

Mas, na maioria das vezes, a dica é simplificar ao máximo sua escrita, para que o usuário possa completar a ação sem obstáculos.

Para tudo isso, um guia de escrita precisa ser desenvolvido, e cada “copy”, ou frase, precisa estar alinhada com este guia. A finalidade é que vocês consigam compreender o funcionamento da plataforma com facilidade!

UX writer é o mesmo que um(a) redator(a)/copywriter?

Não. O UX writer ou content strategist escreve textos com algumas diferenças essenciais em relação aos redatores e copywriters.

Ambos escrevem muito, isso sem dúvidas!

Mas; enquanto o copywriter precisa convencer uma pessoa a usar uma ferramenta nova, a comprar um produto ou a se inscrever em uma lista de emails; o UX Writer precisa que a pessoa complete uma tarefa em uma página sem dificuldades.

Você já teve dificuldade de usar um aplicativo, ou de efetuar uma compra online?

É este tipo de obstáculo que Content Strategists tentam tirar.

Enquanto o copywriter conta histórias, o UX Writer dialoga com o usuário. E, ainda, enquanto o redator publicitário consegue trabalhar sozinho, o estrategista de conteúdo precisa sempre estar alinhado com um designer, já sua escrita deve estar intrinsecamente ligada ao layout de uma tela, produto ou aplicativo.

Eu não posso, nesse contexto, usar palavras atraentes, que vão convencer a pessoa de alguma coisa. O que preciso fazer é ser extremamente clara e objetiva, para que não haja dúvidas quanto ao que eu estou querendo dizer.

Tentamos construir uma Jornada de Usuário simples e prática

A Jornada do usuário pode ser entendida como as etapas que uma pessoa precisa completar para terminar uma ação com sucesso.

Uma página de pagamentos, por exemplo, também conhecida como checkout, não pode ser confusa para quem usa. As informações são sensíveis, como dados de cartão de crédito. 

Então, em casos como este, é importante deixar claro para o usuário que as informações dele estão seguras e que, a partir de um dado momento, a compra estará completa.

E ainda, é essencial responder à dúvida de como este comprador vai receber a compra. Ele não pode ficar confuso quanto a isso, ou ter informações picadas.

Um exemplo: você baixou um aplicativo para compartilhar gastos com seus amigos. Se ele for muito complicado de usar, você vai preferir fazer a conta no papel, certo? Mas se ele for super intuitivo e você conseguir dividir as despesas de uma viagem com amigos facilmente, vai preferir o aplicativo. Provavelmente, se ele foi muito fácil de usar, é porque, por trás disso, especialistas, como eu, fizeram muitos estudos e pesquisas com usuários para chegar à melhor experiência possível.

E aqui entra mais uma característica do trabalho do UX Writer: as pesquisas de usabilidade!

Aqui na Hotmart, fazemos pesquisas para saber se nossos usuários estão satisfeitos com nosso produto.

Mesmo antes de desenvolvermos uma tela nova, ou uma ferramenta nova, perguntamos aos nossos usuários o que eles esperam daquela nova funcionalidade.

Precisamos saber quais são as maiores dificuldades que eles têm e em que podemos ajudá-los, desenvolvendo algo novo.

Depois do desenvolvimento da solução nova, fazemos outros testes. Pode ser que tenhamos esquecido alguma parte importante, ou que mesmo que esteja tudo lá, eles não consigam encontrar um botão ou uma mensagem essencial para completar uma tarefa. 

Portanto, a cada etapa do desenvolvimento, conseguimos testar se está tudo ocorrendo bem e se a ferramenta nova atende às expectativas desejadas.

Com quem este profissional trabalha?

O primeiro “cliente” do UX Writer, ou Content Strategist, é o usuário. É ele que nos conta a melhor forma de nos comunicar.

Às vezes, recebemos comentários de que estamos falando de uma forma muito técnica, ou que não conseguiram terminar uma ação por não encontrarem um link. Isso nos mostra que não fomos claros e precisamos melhorar!

Já na equipe interna, o UX Writer trabalha principalmente com os designers daquele produto/projeto. Estes, ficam responsáveis pelo layout já com toda a parte escrita. Ou seja, nada de lorem ipsum!

É comum vermos designers criando e deixando o conteúdo para depois. Mas em uma estratégia voltada para o usuário, esta não é a melhor saída.

UX writing na prática

Exemplo 1

Imagine que precisamos escolher entre as palavras “deletar” e “apagar” para um botão.

Por mais que seja verdade que muitas pessoas já estejam familiarizadas com a palavra “deletar” em nosso vocabulário, ela veio do inglês “delete”, muito usada em interfaces de computador.

Entretanto, qual das duas palavras você acha que é mais conhecida pelos brasileiros?

A resposta é: “apagar”. Isso porque ela é própria da língua portuguesa e as pessoas de qualquer estado do país entendem seu significado. 

Parta desse exemplo para escrever em seu produto, isto é: sempre escolha usar palavras mais conhecidas, mais simples e mais comuns em nosso vocabulário.

Lembre-se: mesmo que você compreenda bem as duas, nem todas as pessoas cresceram no mesmo contexto que você. Então, quanto mais simples, melhor!

Uma outra dica para navegabilidade de sites e páginas é sempre pensar que você está escrevendo para alguém de 12 anos de idade.

Isso porque, se alguém que está no início dos estudos consegue completar uma tarefa, as chances de alguém adulto conseguir são as mesmas. Assim, você atinge o máximo de pessoas possível. 

Exemplo 2

Um outro exemplo muito simples, que pode te fazer entender melhor o conceito de UX Writing, é uma mensagem de sucesso depois que você conclui um cadastro em um site.

Na Hotmart, quando você entra em seu dados pessoais, troca uma informação que estava errada ou incompleta, e em seguida clica no botão Salvar, uma caixinha verde, no canto superior direito da tela aparece dizendo “Feito!”. Já reparou?

Ou seja, você recebeu um feedback de que sua ação foi concluída com sucesso. Se você não tivesse recebido nada, poderia ficar na dúvida se seu dado foi salvo ou não.

O mesmo acontece quando você compra algum produto online. Assim que você clica em “Comprar”, depois de já ter selecionado o produto e colocado seus dados bancários, você geralmente recebe uma mensagem de “Compra concluída com sucesso!”. Já imaginou não receber nada quando clicar em “Comprar”? 

Algo que um UX Writer tem que pensar é: nunca deixar o usuário inseguro.

Exemplo 3

O último exemplo é sobre as caixas de busca, como a do nosso Mercado, que você pode ver abaixo:

Barra de busca com o escrito "Digite sua busca"

Quando colocamos “Digite sua busca”, o que você imagina que pode escrever?

Muitas pessoas estavam escrevendo “quero aprender a tocar guitarra”, por exemplo, e o resultado da busca não retornava nenhum produto.

Outras digitavam “quero criar um produto”, e mais uma vez, os resultados não mostravam nada.

Barra de busca com o escrito "Busque pelo nome do produto, por uma palavra-chave ou por um assunto..."

Agora, se colocarmos que você pode buscar pelo “nome do produto, por uma palavra-chave ou por um assunto…” você já fica mais situado quanto ao que pode digitar ali.

Você já sabe, por exemplo, que precisa digitar palavras-chave, e não frases completas. Sabe também que digitar um assunto vai te retornar todos os produtos daquele nicho. 

Conteúdo em segundo plano? Nunca mais!

Já mostramos a importância de um profissional focado na experiência do usuário, certo? Ter alguém focado na escrita e na experiência pode melhorar, e muito, seu produto online. Então, que tal pensar também neste profissional para sua equipe? 

Quando seu site ou aplicativo fala a mesma língua que os usuários, eles são mais eficientes e rápidos na hora de concluir as tarefas que precisam.

Além disso, essa relação com o usuário é capaz de criar uma forte aproximação e fidelidade com a marca.

Só benefícios, não é mesmo? Aproveite e veja também 13 dicas para deixar seus conteúdos irresistíveis!

Vida longa e próspera ao conteúdo!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.