Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Black Week Hotmart

Quer fazer mais vendas? Participe da Black Week Hotmart. Nos últimos anos, os números foram impressionantes: aumento de 200% em vendas em um único dia!

Quero participar

Afinal, por que fazer gravações de vídeo 360 graus?

Afinal, por que fazer gravações de vídeo 360 graus?

Entenda melhor como funciona esse tipo de gravação.

Usar formatos de conteúdo inovadores é uma ótima forma de prender a atenção do seu público e ajudar a sua marca a se destacar.

Entre as várias opções, um dos caminhos que você pode seguir nesse sentido é o da criação de um vídeo 360 graus.

Esse tipo de conteúdo é capaz de chamar a atenção e pode entregar experiências altamente imersivas para o público, além de ter múltiplas aplicações diferentes.

As possibilidades de formatos são várias ao trabalhar com vídeos 360 graus, indo desde conteúdo promocional até informativo. Basta saber como utilizar esse recurso a favor da sua estratégia de conteúdo.

Neste post, você conhecerá tudo o que há de mais importante quando o assunto é vídeo 360 graus, desde o que é esse conceito até como criar os seus. Confira!

O que são vídeos 360 graus?

Os vídeos 360 graus são exatamente o que o nome sugere. São vídeos em que é possível rotacionar a visão, enxergando por meio de qualquer perspectiva ao longo do próprio eixo.

Vídeos 360 graus são gravados utilizando um equipamento especial de captação que tem lentes em todo o seu entorno.

As imagens geradas compreendem esse espaço e são posteriormente “montadas” por um software.

O formato é suportado nativamente pelo Facebook e pelo YouTube. Em ambos, o usuário pode rotacionar a foto usando o cursor e também o sensor de movimento do smartphone.

Quais são os tipos mais comuns de vídeo 360 graus?

Muito de todo o potencial dos vídeos 360 graus vem dos vários formatos de conteúdo que podem ser adaptados a eles.

Além de servirem para diversas possibilidades, podem atender a segmentos bastante distintos de mercado e público.

Está em busca de inspiração para trabalhar com esse formato?

Veja, a seguir, os 5 tipos mais comuns de vídeo 360 graus:

1. Paisagem

Um vídeo 360 graus pode se tornar uma experiência bastante imersiva ao transportar o seu público para uma paisagem a ser desfrutada em todos os seus ângulos.

O segmento de turismo, por exemplo, pode se beneficiar bastante desse recurso para transportar potenciais clientes para destinos em destaque.

Por se tratar de um vídeo, será possível se sentir de verdade naquele local.

2. Evento

Os vídeos 360 graus também podem ser usados para retratar um evento especial, para ser vivido de forma imersiva.

Pense em um show ou festival, por exemplo, e como seria uma experiência marcante permitir que o seu público assistisse a ele do meio de uma multidão.

Isso também se aplica a uma palestra ou seminário, permitindo aprimorar a experiência de quem vê.

3. Informação

Transmitir informações relevantes ao público é algo que pode ser feito de diversas formas.

Um vídeo 360 graus é uma, especialmente porque o formato facilita a compreensão de certos temas.

Por exemplo, um documentário sobre vida selvagem pode ser muito aprimorado por vídeos 360 graus, permitindo que o usuário seja colocado no meio de uma savana africana.

Ao poder olhar para onde quiser, cada pessoa controla sua própria experiência com aquele conteúdo.

4. Entretenimento

Seja para promover algum conteúdo do tipo ou para ser a própria peça de entretenimento, o vídeo 360 graus pode ajudar. Afinal, ele consegue impactar as percepções do público.

Assim, eles podem ser utilizados como ferramenta de humor, brincando com as expectativas do público ao ter vários personagens realizando ações diferentes em pontos distintos do vídeo, por exemplo.

5. Noticiário

A produção de conteúdo noticioso também pode ser beneficiada por vídeos 360 graus.

Todas as editorias de um site de notícias podem utilizar o formato para trazer o visitante para “dentro” da notícia com esse recurso.

Isso se torna ainda mais valioso quando inserido em contextos significativos, como uma zona de conflito ou uma premiação cultural.

Como gravar vídeos 360 graus?

Agora que você já entendeu o apelo dos vídeos 360 graus para a produção de conteúdo da sua marca, está na hora de aprender como criar os seus.

Existem diversas formas de fazer isso, além de ser necessário tomar alguns cuidados especiais para garantir a qualidade dos seus resultados.

Conheça, a seguir, os principais passos a tomar para gravar seus vídeos 360 graus:

Defina o seu assunto

O que o seu vídeo 360 graus vai retratar?

Como o formato é bastante versátil, é importante planejar muito bem a sua abordagem antes de querer apertar o botão de gravar.

Nessa etapa, também é importante antecipar qual será o ponto de vista do seu vídeo 360 graus. Ou seja, qual será a visão que o seu espectador terá ao assistir ao vídeo e controlar a câmera.

Utilize os equipamentos adequados

A gravação de vídeos 360 graus requer o uso de equipamentos especiais. Em geral, inclui não só a câmera 360 graus, como também um tripé para sustentá-la.

Apesar de sempre existirem alternativas mais baratas, é importante ter cuidado, pois elas dificilmente agregarão a qualidade de que o seu vídeo necessita para ajudar você a alcançar os seus objetivos.

Evite aparecer na gravação

Quem grava um vídeo 360 graus precisa se preocupar em não aparecer na própria gravação. Isso pode comprometer a imersão do público, além de não transmitir uma imagem muito profissional da sua parte.

O segredo para resolver isso é semelhante ao que se faz com fotografias em grupo.

Ative o timer e procure sair do campo de visão da câmera até que ela termine de realizar a captação da imagem.

Edite bem o loop do vídeo

Além de permitir que qualquer perspectiva seja acompanhada, um vídeo 360 graus também deve ter um loop pouco perceptível, para não prejudicar a imersão do público. Esse é o momento em que o vídeo termina e recomeça.

Dependendo da quantidade de movimento em seu vídeo, esse processo pode se tornar mais complexo ou mais simples. Isso é algo a ser trabalhado no momento da edição.

Comece a gravar os seus vídeos 360 graus

Com o conhecimento adquirido neste post, você já tem o básico que precisa para começar a planejar e a gravar os seus vídeos 360 graus.

Como você viu, eles são um recurso bastante valioso para impactar a sua audiência com um conteúdo inovador. Por isso, aproveite essas dicas para acertar na abordagem e fique de olho nos retornos de sua audiência.

Quer ficar por dentro de mais dicas e estratégias de vídeo? Confira nosso post com 5 dicas para melhorar sua produção audiovisual.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.