Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Aprenda as melhores técnicas para aumentar os resultados de seu negócio

Aprenda as melhores técnicas para aumentar os resultados de seu negócio

Compre agora!

Como fazer um vídeo de vendas que converte

Como fazer um vídeo de vendas que converte

Se você quer fazer um material atraente que converta leads em clientes, um vídeo de vendas pode ser uma ótima solução. Continue lendo e aprenda todo o passo a passo neste post!

O vídeo de vendas é um recurso muito utilizado por quem deseja lançar um produto na internet, seja ele físico ou digital.

Esse método permite que o vendedor exponha todos os pontos necessários para convencer o visitante de que aquele produto é ideal para suprir as necessidades dele.

Se você entende a importância do vídeo de vendas para uma estratégia online, continue comigo para aprender todo o processo de construção de um conteúdo envolvente que converte em receita para você!

  1. Envolva sua audiência

Os primeiros 5 a 15 segundos do vídeo são fundamentais para sua audiência decidir se realmente quer ouvir o que você tem a dizer. De acordo com dados do Youtube, esse é o tempo em que os visitantes estão mais propensos a abandonar um vídeo.

Nesse período, você deve se aproximar do leitor e ter uma abordagem criativa, que o surpreenda ou que faça com que ele se identifique com a situação que irá tratar.

Nesse cenário, também é importantíssimo que sua persona esteja muito bem mapeada, pois uma vez que você identifica os padrões de comportamento de seus clientes ideais, saberá exatamente como e o que falar com eles.

Exemplo para gerar empatia:

Você é o tipo de pessoa que nunca consegue manter uma dieta por mais de um mês e quando se olha no espelho se sente frustrado?

Exemplo para gerar surpresa:

Você sabia que o seu tempo de vida depende mais do seu estilo de vida do que de sua genética?

Essa primeira sentença deve ter total relação com seu produto para que o visitante continue até o momento da oferta e sinta vontade de adquirir o material.

E para abrir um pouco mais a sua mente, os primeiros segundos não precisam nem mesmo ser um diálogo com a câmera. Pode ser alguma brincadeira, alguma ação que prenda o leitor em seu vídeo.

  1. Fale um pouco sobre você

Depois de apresentar um fato interessante, não se esqueça de indicar a fonte da informação.

Aqui também é o momento em que você se apresenta como uma autoridade sobre o assunto em questão, fala um pouco do seu histórico profissional e o que lhe motivou a criar um produto sobre aquele tema.

Exemplo:

Essa descoberta foi feita pelo comitê Life Length, uma empresa espanhola e levou o National Geographic Society a investigar os hábitos dos japoneses para entender por que a expectativa de vida deles é tão elevada, com a média de 83 anos de idade.

Meu nome é Ana Figueiredo e sou nutricionista há 15 anos. Nos últimos 7 anos venho me dedicando somente à pessoas com sobrepeso com o objetivo de fazer uma mudança positiva e simples na vida de quem tem dificuldade de perder peso.

Amo o que faço, principalmente quando vejo tantas pessoas apresentando resultados positivos e adquirindo um estilo de vida muito mais saudável, sem impor dietas radicais, que não funcionam na prática.

  1. Aproxime-se de sua audiência

Consumidores compram por prazer ou por dor e a maioria esmagadora consome pelo segundo fator – por ter um problema que precisa resolver.

Como mencionamos, a essa altura você já deve ter a descrição completa de sua persona e sabe exatamente quais são as dores dela.

Este é o momento no vídeo em que você pode criar situações hipotéticas para sua audiência de maneira que ela se conecte com você e entenda que você sabe exatamente o que ela está passando.

Exemplo:

Eu já trabalhei com várias pessoas que tinham baixa autoestima por causa do corpo.

Também já conheci pessoas que descontavam estresse, raiva ou tristeza na comida e depois se sentiam ainda mais culpadas.

E sei que é muito difícil ter motivação para mudar os hábitos alimentares.

Você também já passou por isso?

Nesse ponto, se seu prospect se identificar com o que você está falando, você conquista ainda mais sua atenção.

Percebe que até o momento você não mencionou sobre o produto?

No processo de vendas em que existe um vendedor atuando em tempo real, o conceito de adquirir empatia do do consumidor é chamado de rapport.

Como nesse caso não há contato direto com o comprador, é preciso ganhar essa confiança através de seu tom de fala, de exemplos, mostrando sempre que você compreende a situação de quem está te assistindo.

Feito isso, é hora de apresentar seu produto.

  1. Apresente uma solução

Este é o momento de falar do seu produto e mostrar que essa é a melhor solução para o problema do comprador.

Exemplo:

Depois de lidar diariamente com pessoas como você, reuni todo o conteúdo que eu uso com meus clientes para disponibilizá-lo para mais pessoas que busquem um estilo de vida melhor.

Criei um material completo que vai te ensinar o processo de reeducação alimentar, de forma simples e prazerosa, sem ter que cortar todas as comidas que mais gosta de sua alimentação.

Por isso te apresento o produto “Alimentação descomplicada”.

Neste momento, você está fazendo uma oferta de compra e sempre que isso acontece, o usuário começa a ponderar se realmente vale a pena adquirí-lo, se aquele produto realmente lhe será útil e é aqui que você deve pensar em como responder à todas as dúvidas e objeções.

  1. Supere as objeções

Antes mesmo de fazer o roteiro do seu vídeo, é preciso que você identifique quais os motivos principais que sua persona teria para recusar o produto.

Exemplo:

O “Alimentação descomplicada” não é uma dieta pronta ou uma fórmula mágica. Ele foi feito para qualquer pessoa que deseja melhorar os hábitos alimentares.

Nele você vai conhecer os alimentos vilões para o corpo, como criar disciplina para comer de maneira regulada, como deve ser a montagem de um prato saudável, como inserir alimentos bons para qualquer organismo, como as sobremesas e pratos gostosos devem, sim, fazer parte de nossa vida, mas com controle, sempre.

E nesse curso, você também aprenderá como mudar sua mentalidade para conquistar seu estilo de vida mais saudável. Tudo de forma didática e descomplicada

No trecho acima mostramos que o produto possui soluções simples para quem tem dificuldade de alcançar o objetivo de ser saudável. Se o prospect tinha dúvidas de que esse produto era para ele, agora não tem mais.

Se você tiver depoimentos de outras pessoas para reforçar a eficácia de sua declaração sobre o produto, melhor ainda.

É o que nós chamamos no Marketing de prova social.

Um possível comprador se sentirá muito mais seguro se souber que outras pessoas adquiriram o mesmo produto e tiveram os resultados esperados.

  1. Mostre as opções para adquirir o produto

Muitas vendedores de primeira viagem têm receio de falar o preço do produto. Mas acredite, se sua audiência sentir que o produto entrega valor suficiente, o preço será justo para ela.

Esse é um tópico interessante que abordamos no post “Como precificar seu produto digital”, em que seu preço deve estar intimamente alinhado com o que ele entrega ao cliente.

Este é o momento de falar sobre o formato do seu produto (ebook, videoaula, audiobook?), como o usuário irá acessá-lo, o preço e a garantia para devolução.

Apresente esses dados de forma bem simples, que seja possível assimilar como é fácil adquirir o produto.

Exemplo:

O curso “Alimentação descomplicada” é composto por videoaulas e é completamente online, ou seja, você pode acessá-lo a qualquer momento de um computador ou dispositivo móvel.

Você receberá seu login e senha para acessar o curso imediatamente após a confirmação da compra.

O pagamento é seguro e seus dados estão protegidos.

E uma ótima notícia é que você terá 30 dias para testar o produto e, se dentro desse período desistir, devolverei o valor integral para você! Tudo sem complicação alguma.

  1. Chame para uma ação final

Se você está familiarizado com o glossário do empreendedor digital, sabe que constantemente utilizamos CTAs para chamar o usuário para uma ação.

O seu CTA neste momento, será um convite para que o visitante realize a compra.

Você pode enfatizar agora o que ele perde se não comprar seu produto e o que ele ganha ao adquiri-lo.

Por exemplo:

Se você não se preocupa tanto com sua alimentação e expectativa de vida, este produto não é para você.

Mas se você deseja viver muitos anos e sentir-se melhor com seu corpo e mente cada dia mais, clique no botão logo abaixo para adquirir o curso “Alimentação descomplicada”.

E chegamos ao final de um vídeo de vendas que realmente converte. Mas ainda não acabou!

Para deixar seu vídeo de vendas ainda mais atrativo e original, separamos algumas dicas interessantes para incrementá-lo.

4 dicas para seu vídeo ficar ainda mais atrativo

Tamanho de um vídeo de vendas

O tamanho do vídeo é relativo ao tempo que você conseguirá passar todas as informações ao usuário, de maneira envolvente, sem fazer com que ele perca interesse pelo que você está falando.

Nesse caso, o roteiro será essencial para lhe orientar no processo de construção do seu vídeo de vendas.

Não existe uma receita pronta para produzir um vídeo de vendas que converte. O que deu certo para um, pode não dar certo para você. Existem muitas variáveis para o sucesso de uma ação!

Um exemplo clássico, é o vídeo de vendas do Dollar Shave Club (sim, novamente esse exemplo em nosso blog). Ele consegue abordar todos os tópicos que acabamos de te ensinar em apenas 1 minuto e 33 segundos.

Mas existem vídeos de vendas de cursos online, por exemplo, que passam dos 20 minutos e cumprem muito bem o seu papel.

O segredo é identificar se o vídeo consegue prender o visitante do início ao fim.

Autenticidade e confiança

Não tente parecer alguém que você não é. Seja original e demonstre simpatia sempre.

O consumidor deve sentir que você está falando com ele, olho no olho. Por isso, sua postura e tom de fala devem transmitir confiança e mostrar que você realmente entende do assunto. Sempre evite termos como “acho”, “talvez” e outras palavras que transpareçam incerteza sobre o que está falando.

Como já mencionei, o preço é um tópico sensível para alguns vendedores. Lembre-se: se seu produto tem qualidade, ele vale o preço que você definiu. Em seu vídeo, fale o preço com confiança e apresente as vantagens de pagamento.

Copywriting

Copywriting é a arte de persuadir o leitor/ouvinte, através de palavras. Estude técnicas de copy para elaborar seu roteiro e assim, você terá ainda mais chance de convencer o visitante sobre sua oferta.

Tráfego para seu vídeo

Depois do vídeo pronto, você deve focar seu esforço em levar tráfego qualificado para a página em que irá hospedá-lo. Utilize as técnicas de divulgação na internet: compra de tráfego através de anúncios pagos, redes sociais, blog, e-mail marketing e chatbot.

Entenda também como o seu público está reagindo ao seu vídeo, analisando o tempo de permanência e taxa de rejeição.

Se você gostou das nossas dicas para fazer um bom vídeo de vendas, você também vai gostar do nosso post sobre como fazer um bom vídeo.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.