13 dicas para estudar para concurso público sozinho e de forma eficiente

As provas de concurso público são conhecidas por serem bastante desafiadoras. Descubra como estudar sozinho e se preparar com tudo!

blogAprenda-estudar para concurso público sozinho

Como estudar para concurso público sozinho? Essa talvez seja a pergunta mais feita por quem está começando nesse universo agora.

A estabilidade de um concurso público é o grande sonho de muita gente. Mas conquistá-la, é um desafio. 

Requer muito estudo e uma dedicação quase que exclusiva para passar em um concurso. E, ainda que existam cursos voltados para esse tipo de prova, muita gente opta por estudar por conta própria.

Dá para estudar sozinho, sim, mas prepare-se para uma vida de dedicação! Se você quer saber como conseguir isso, fique por aqui que você terá dicas que tornarão sua vida mais fácil.  

Como começar a estudar para concurso público sozinho?

É preciso que cada pessoa analise seu cotidiano para adaptar-se a um novo ritmo. 

O concurso público é visado por muita gente, que se preparam para realiza-lo de formas diferentes. Você precisa saber que terá uma concorrência ferrenha pela frente

Por isso, saiba que você precisará focar muito nos estudos para não ficar atrás da concorrência. O que não significa que você não pode ter um estudo de qualidade, mesmo que sozinho. 

Essas dicas aqui te ajudarão, veja só!

1. Defina sua área de atuação

Todo concurseiro de plantão sabe que existem diversas áreas para as quais pode se candidatar.

Muitas vezes, é tentador se inscrever em todos os concursos que aparecem durante o ano. Porém, é preciso tomar muito cuidado com essa estratégia.

Não estamos dizendo aqui que você não deve e nem pode fazer mais de uma prova por ano. 

Mas pode ter certeza de que, se você escolher uma área de atuação, será muito mais prático estudar para os concursos.

E mesmo que você se inscreva em mais de um concurso, ao definir apenas uma área, é bem provável que os assuntos que você precise estudar sejam os mesmos.

Por isso, pense no que você gosta de fazer e com o que você gostaria de trabalhar. Depois disso, selecione os concursos que têm relevância para você.

2. Escolha o concurso para o qual você quer estudar

Mesmo depois de escolher a área na qual você quer atuar, é possível que alguns assuntos sejam diferentes de um concurso para o outro. É claro que não vão ser todos, mas existem alguns temas específicos para cada prova.

Por isso, na hora de organizar seu cronograma de estudos (ainda vamos falar sobre isso), pense nas datas de cada prova e foque naquela que está mais próxima de acontecer.

Essa estratégia vai te ajudar a não misturar os assuntos que serão abordados em cada prova.

Além disso, não esqueça de colocar na conta o valor de cada inscrição e a localidade das provas. 

Afinal, pode ser que você precise viajar para prestar o concurso, e é muito importante se planejar financeiramente para não ter nenhuma surpresa depois.

3. Leia o edital do concurso

Para começar a estudar para concurso público, é porque você já tem um em vista, correto? Então, a primeira “matéria” que você deve estudar é o edital da prova.

O edital é um documento com todos os detalhes pertinentes para a aplicação da prova. Dia, local, remuneração das vagas e as matérias a serem estudadas. 

A ementa das matérias é a parte fundamental para poder se planejar na hora de estudar. Veja a biografia exigida, tópico por tópico, para saber o que você precisará colocar em seu planos de estudo.

A leitura do edital não é algo prazeroso a se fazer, mas é preciso se dedicar para entender todos esses pormenores e garantir que não haja nenhum problema na hora de estudar para valer. 

Ele também explicará uma série de requisitos que devem ser preenchido para ocupar a vaga. Esteja atento a eles também.

Se você se inscreveu para realizar mais de uma prova, nossa sugestão é separar os conteúdos por concurso.

Você pode fazer uma tabela simples com:

  • Nome do concurso;
  • Data e local de realização da prova;
  • Conteúdos que serão cobrados na prova.

Não precisa ser nada muito complexo. Até mesmo uma planilha no Excel ou Google Sheets pode te ajudar.

Mas para ficar mais organizado, dá uma olhada neste planner simples que preparamos e que você pode baixar, imprimir e apenas completar com as informações de suas provas:

Como estudar para concurso: exemplo de um planner para utilizar para organizar as matérias que precisam ser estudadas

4. Veja o que você sabe e o que não sabe

Com os conteúdos em mãos, o próximo passo para te ajudar a organizar seus estudos é entender quais são os temas que você já conhece e domina, e quais precisa estudar mais.

Por que fazer isso?

Para que, na hora de definir seu cronograma de estudos, você consiga separar mais tempo para aprender o que ainda não conhece e não esquecer de rever o que já sabe bem.

Uma dica aqui é pegar o planner que você imprimiu da dica anterior e marcar com marcadores de texto de cores diferentes as matérias que você já domina e as que precisam de mais atenção.

Por exemplo:

  • Marque de amarelo todo conteúdo que você não conhece ainda;
  • Marque de rosa os assuntos que já estudou, mas ainda precisam de mais exercícios para fixar o conhecimento;
  • Marque de azul os temas que domina bem e que só precisam ser revisados.

Não se esqueça de incluir essas marcações na parte reservada para a legenda de seu planner. 

Mesmo que você saiba o que cada cor significa, é muito importante deixar tudo registrado, porque isso facilita o entendimento na hora que você estiver estudando.

5. Procure informações sobre a banca organizadora

Você já deve ter ouvido falar de banca organizadora. Ela é a responsável por toda a aplicação do concurso, elaboração do edital e a prova. 

Cada banca possui uma característica própria, o que faz com que suas provas tenham certas singularidades que variam de acordo com quem aplica. 

Não significa, claro, que elas serão sempre iguais, mas sim que elas serão realizadas de forma parecida. 

Por isso, para estudar para um concurso, é essencial você saber quem aplica para saber quais seus métodos e as tendências de abordagem. Isso te deixará mais preparado para o dia da prova e ajudará, também, a se planejar melhor para estudar.

6. Crie seu cronograma de estudos

E por falar em plano de estudo, chegamos na parte para falar especificamente dele. 

Você já leu o edital e sabe o que estudar. Também já tem uma ideia de como as questões serão abordadas. Ter uma rotina de estudo é essencial!

Agora, então é a hora de colocar tudo num papel e se organizar para estudar e se preparar para o dia da prova.

Esse cronograma deve ser preenchido de acordo com a ementa do edital. É importante que ele seja “proporcional” a importância de cada matéria, ou seja, você estudará mais aquelas mais exigidas. 

Ainda que você estude mais uma do que as outras, é importante que você intercale as disciplinas. Nunca estude apenas uma no dia.

Na verdade, é mais eficiente que você intercale matérias diferentes ao longo de um dia, mesmo que elas não tenham nenhuma familiaridades entre si – por exemplo, estude português e, depois, física.

Lembre-se de planejar seus descansos. Eles são fundamentais para que você não se desgaste e consiga fluir melhor nos estudos. 

Respeite suas pausas, faça elas intercaladas entre as matérias ou de tempos em tempos. Se achar necessário, use a técnica Pomodoro.

Como estudar para concurso: exemplo 1 de cronograma de estudos

7. Organize seu local de estudos

Tão importante quanto definir um horário para estudar é ter um local adequado para isso.

Não caia na pegadinha de estudar deitado na cama. Pode até ser confortável, mas a probabilidade de você cair no sono é muito alta.

Evite também locais muito barulhentos e com interferência constante de outras pessoas.

Você pode até usar a sala de sua casa para estudar, mas lembre-se de avisar para as outras pessoas que moram ali que você precisa se preparar para o concurso. Assim, elas evitam te chamar o tempo inteiro.

Além disso, ao organizar seu local de estudos, lembre-se de ter por perto todo material necessário para estudar para concurso, como:

  • Apostilas impressas;
  • Livros;
  • Lápis;
  • Borracha;
  • Apontador;
  • Caneta;
  • Marca texto;
  • Post-it;
  • Computador, etc.

Tome apenas cuidado com o celular ou o computador. Apesar do acesso à internet ser muito importante, isso pode ser uma grande distração, principalmente as redes sociais.

8. Prepare-se também fisicamente

Atividade física também contribui muito para um bom aprendizado. Não só para manter seu corpo sadio, mas sim para que você tenha uma sensação de bem-estar e fugir dos estresses causados pela pressão que o estudo pode impor.

Faça caminhadas ou corridas com regularidade. Essa rotina ajudará o cérebro a dar uma pausa e fazer com que ele consiga absorver melhor as informações que armazenou nos estudos. 

Algumas provas podem exigir aptidão físicas para certos cargos, então, lembre-se sempre de olhar cada detalhe do edital para saber se esse é o caso do cargo que você pretende passar.

9. Reserve um espaço para estudar

Como estudar para concurso público se você não tem um lugar para ser o seu recanto do aprendizado?

O espaço para estudar precisa ser um ambiente minimamente organizado e que seja usado só por você e com uma regra básica: enquanto estiver nele, você estará estudando. Por isso, deixe o celular e outras distrações fora desse espaço para que você possa concentrar ao máximo.

Ter essa mentalidade dentro de um ambiente de estudo servirá para que você trabalhe a mente para focar no que interessa enquanto estiver nele. 

Por isso, reserve um cômodo da casa para que possa ser usado para estudar. Se um cômodo for demais, use um canto no quarto. 

O importante é que o espaço seja ocupado apenas por você ou que tenha um mínimo de movimentação de outras pessoas possível. 

Use uma mesa que dê para ocupar tudo o que você precisará para estudar: computador, se for o caso, um espaço para livros, cadernos e outros materiais como canetas e lápis. 

Organize tudo de maneira que seja mais eficiente possível para as horas que estiver nele. Mantenha o material que usa mais por perto e aqueles que menos frequentes mais longe. 

Observe também a cadeira que for usar, para que ela seja confortável e tenha ergometria. 

Além disso, a iluminação precisa ser adequada, para que sua vista não seja forçada. Se estudar à noite, a luz requer ainda mais atenção, já que, geralmente o computador tende a ser a principal fonte de iluminação de um ambiente escuro.  

10. Faça exercícios de provas anteriores

Lembra que você precisa conhecer a banca organizadora do concurso? 

Um dos motivos para você saber disso é para conhecer como ela aplica a prova. Mas, bom, você já leu sobre isso. 

Mais do que saber, apenas, você precisa conhecer outras provas que essa banca já aplicou. 

Você consegue achar essas provas pela internet. Veja como ela aborda as questões e quais são as tendências de tema que ela costuma cobrar. É interessante tirar uma tempo de seu plano de estudo só para isso. 

Faça essas provas para entender como você pode se comportar no dia da prova. Se preciso, faça um simulado de verdade, com tempo e todos aqueles cuidados exigidos no dia da prova.

Mesmo que algumas questões possam ser datadas, servirão para te “treinar” melhor quando valer de verdade!

11. Procure bons materiais para estudar para concurso público

Por fim, mas não menos importante, você precisará de materiais para estudar. O edital te mostrará uma bibliografia básica para cada disciplina, então, comece por ela. 

Converse pela internet com outras pessoas que também prestarão o concurso. Geralmente elas compartilham materiais e até mesmo resumos, que deixarão seu estudo melhor. 

12. Tenha autodisciplina

Você já sabe como estudar para concurso público sozinho e descobriu que é algo realmente desafiador, mas não desanime. 

O importante nessa hora é saber de disciplinar e não perder o foco. Afinal, o resultado será recompensador. 

Aplique essas dicas em sua rotina, foque e tenha um bom ritmo de estudo. No dia da prova, você verá como ter se dedicado valeu a pena.

13. Faça um curso preparatório

Se você chegou até aqui, viu que é possível sim estudar para concursos por conta própria. Porém, isso nem sempre é fácil.

Por isso, é importante pensar na possibilidade de fazer um cursinho preparatório.

Existem várias opções no mercado e com valores bem diferentes. Tudo vai depender de quanto você pode investir para essa finalidade.

É claro que de nada adianta fazer o cursinho se você não estudar em casa. Por isso, mesmo que sua opção seja pagar para ter aulas preparatórias, você pode (e deve) usar as dicas anteriores para estudar mais.

E não pense que os cursos preparatórios são apenas presenciais! Hoje, existem vários cursos online que também ensinam como estudar para concurso.  Há professores especialistas transformando suas aulas presenciais em aulas online sobre os mais variados assuntos.

Então, vale a pena conferir as duas opções e ver qual é a melhor para você.

E não desanime com a concorrência. Todos eles terão passado pela mesma jornada que você!

Autor
Luiza Alexandre

Luiza Alexandre

Redatora apaixonada em aprender algo novo todos os dias.