Mudar de carreira aos 50 anos: É possível? Descubra como recomeçar profissionalmente

Você está querendo dar um passo além e mudar de carreira aos 50? Já adiantamos que é possível! Descubra abaixo os melhores passos.

blogAprenda_mudar-de-carreira-aos-50

Trocar de profissão em qualquer idade não é fácil. Imagina mudar de carreira aos 50 anos!

A vida é cheia de desafios, principalmente quando se fala de carreira e trabalho. O mercado cada vez mais acirrado, exige uma atualização constante… E para quem quer mudar de ramo, muitas vezes, é preciso recomeçar do zero. 

Quer saber mais como mudar de carreira aos 50 anos? Não deixe de conferir o conteúdo até o final!

É possível mudar de carreira após os 50?

Toda essa história de mudar de carreira aos 50 anos parece um gás que só os jovens teriam, não é mesmo?

Não. Claro que não!

Pessoas com mais idade, que estão até mesmo consolidadas na vida, também possuem gás total para mudar de carreira. 

E as empresas estão cada vez mais propensas a receber pessoas nessa faixa etária, já que a expectativa de vida em nosso país está aumentando. 

Para se ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa realizada pela plataforma americana RetirementJobs.com, há dez anos, 96% dos entrevistados concordavam que o viés da idade (baseado apenas na idade e não na condição física) era determinante no ambiente de trabalho.

Hoje, esse percentual já caiu para 83%. Tudo por conta da qualidade de vida que só cresce e porque as empresas sabem da importância da diversidade nas equipes, que também inclui pessoas de distintas gerações.

Mas o cenário de determinados nichos pode ser desafiador, a ponto de realmente se fazer repensar o fato de seguir uma carreira. 

Por isso, é muito normal pessoas que aos 50 anos resolvem mudar de carreira.

Como mudar de carreira aos 50 anos?

Essa é definitivamente uma decisão difícil de se tomar. 

Ainda mais se você é do tipo de pessoa que possui incertezas na sua vida ou gosta de sua zona de conforto. 

Seja o que for, mudar de carreira aos 50 anos exige sim muita disposição, flexibilidade e foco. 

Veja algumas dicas de como fazer essa mudança de uma maneira planejada, estratégica e com menos riscos possíveis!

1. Conheça suas opções de mudança

Que mudar de carreira aos 50 anos requer coragem, você deve saber, certo? Mas ela não pode significar correr riscos à toa. 

Ao decidir trocar de ramo, pesquise de verdade quais são as suas opções. 

As primeiras delas podem ser algo em que você já tenha aptidão, que goste de fazer. Nessa fase da vida, podem existir algumas para você. 

Estude sobre elas e veja quais são as suas chances de atuação nesses ramos. 

Veja como é o mercado, como é a concorrência por vagas, serviços ou mesmo concorrência, se você quiser abrir um negócio. 

2. Prepare-se financeiramente

Além de coragem, você precisará de dinheiro. Uma mudança desse tipo, requer correr riscos que, por mais que se prepare, passará. 

E muitos deles podem envolver o financeiro.

Aos 50 anos, você pode ter constituído família e ter dependentes. E isso pode afetar a vida de todos eles, se for o caso.

Essa preocupação é real, mesmo que você não tenha família constituída. 

Isso porque você entrará no novo mercado de trabalho em um nível menor. E em cargos que remuneram menos.

Comece a se planejar para essa mudança com antecedência para que você possa fazer uma reserva financeira. De modo que, quando ela ocorrer, você sofra menos os impactos de uma receita menor.

3. Conheça o novo mercado de trabalho

Ainda há pouco, você leu sobre conhecer quais são as suas opções de mudanças, certo? 

Com isso em mente, e certo de sua escolha, você precisa conhecer, agora, o seu novo mercado de trabalho. 

Para essa nova jornada na qual iniciará, você precisará saber onde pisará. 

Desde como são os empreendimentos, o que eles buscam em uma pessoa para determinada vaga e principalmente quais são as habilidades recomendadas ao profissional do ramo. 

Todos esses pormenores permitirão que você não seja surpreendido com o mercado e possa ser competitivo com outras pessoas. Principalmente os mais jovens. 

4. Aposte no networking

Possivelmente você terá feito um networking relevante aos 50. Mas, se você mudar de carreira, quais são as chances de ela continuar servindo a você?

Ter uma rede de contato é necessário em qualquer cenário. E ela pode te salvar quando você mudar de carreira aos 50 anos. Contudo, é preciso reconhecer que você precisará atualizá-la. 

Obviamente, ela não será toda descartada, mas será preciso ter novos contatos. Você pode fazer isso usando as redes sociais, principalmente o LinkedIn

Conversar com as pessoas que já fizeram uma mudança dessa também pode contribuir com indicações. 

Participar de eventos da área e cursos pode ser valioso para criar uma nova rede de contato. 

Lembre-se que o networking é importante porque com ele você pode conseguir indicações de vagas, recomendações e até mesmo conhecer melhor o mercado para o qual você está mudando.

5. Não esqueça de continuar estudando

Estudar nunca é demais. Não importa a idade, profissão ou ramo em que você está. 

Nesse momento de mudança de carreira aos 50 anos, esse aprendizado será ainda mais importante. 

Mergulhe a fundo em quais são as principais habilidades que a nova carreira requer de você. Investigue quais são os cursos mais recomendados a serem feitos. 

Uma nova graduação ou uma pós podem ser bem-vindas. Não descarte mesmo essa possibilidade e esqueça a desculpa de que a idade é um fator que joga contra.

Estudar e frequentar cursos, será uma grande oportunidade também de fazer seu novo networking. 

Você pode também se aventurar nos cursos online. Além de estudar do conforto da sua casa (ou de onde quiser), é possível encontrar um vasto leque de opções!

Então vá de cabeça aos estudos e sempre esteja aberto a aprender. Lembre-se sempre que a qualificação é um grande diferencial. Quando não, um elemento fundamental.

6. Aproveite os diferenciais que a idade lhe deu

Ter um “algo mais” para oferecer em seu novo mercado é primordial. É aquilo que fará você chamar a atenção das pessoas para o seu trabalho. 

E se tem um diferencial que uma pessoa experiente tem, independentemente de qual era ela for, é justamente essa vivência. 

Pessoas mais maduras são mais comprometidas, valorizam relacionamentos e tem mais paciência. Todos esses aspectos, muitas vezes, não são percebidos em pessoas mais novas, marcadas pela agilidade e ansiedade que a internet proporciona. 

Por isso, valorize esses quesitos e toda a bagagem de vida que você há de ter aos 50. Isso por si só já é um grande diferencial. 

7. Cuide da sua saúde

A saúde é imprescindível para qualquer idade. Ao dar uma guinada em sua vida profissional, é difícil determinar quando se estará estável em uma nova carreira, por mais preparado que esteja. 

Até lá, você precisa estar sadio para se prevenir de imprevistos com seu corpo que podem comprometer uma outra saúde: a financeira. 

Mudar de carreira aos 50 anos terá essa desvantagem do tempo para o corpo e mente. 

Por isso, é preciso sim um cuidado maior nessa fase da vida. Pratique exercícios e mantenha uma alimentação balanceada, sem exageros e regrada. 

8. Acompanhe as tendências para mudar de carreira aos 50

O mercado muda a toda hora. E quando você troca de carreira, é preciso não só se atualizar nesse novo cenário, como o acompanhar nessas transformações. 

O trabalho será em dobro, mas nada de desânimo. 

Esteja presente na internet, é por lá que as tendências costumam aparecer. Acompanhe as novidades que surgem relacionadas ao seu novo emprego e seja curioso ao extremo para aprender aqueles temas que você não conhece. 

9. Crie metas profissionais e pessoais

A meta é uma forma de se manter motivado. Estipular uma (ou algumas) fará com que você esteja disposto. 

Crie objetivos de curto, médio e longo prazos. Reinvente-se e não ache que, aos 50 anos, você já conquistou tudo o que precisa. Sempre há espaço para novas conquistas. 

Essas metas também precisam incluir um plano de carreira, inspirando você a se capacitar para chegar mais longe. 

Elas direcionarão melhor a sua carreira, indicando novos passos e rumos para onde você pode chegar!

10. Faça uma retrospectiva de tudo o que conquistou

Se você está pensando em mudar de carreira aos 50 anos, com certeza possui uma trajetória que merece respeito, mesmo que seja em uma área distinta.

Não desperdice todo o seu conhecimento no momento de atualizar o seu currículo. Destaque aquilo que te fez ser o profissional que é hoje.

Essas experiências passadas podem, inclusive, somar na nova carreira que está traçando. Seja por meio das hard skills ou soft skills.

Aos 50 você pode muito ainda!

A idade não é inimiga de novas aspirações profissionais. Por isso, mudar de carreira aos 50 anos não pode ser encarado como algo limitador para as suas vontade. 

Faça um bom planejamento, de metas, financeiro, de estudos e se mostre ao mundo de possibilidades. 

Encare a idade como um fator positivo e seja flexível a uma nova vida! E não se esqueça de se manter sempre atualizado, estudando e fazendo cursos online. Confira todos os cursos disponíveis e escolha o que combina mais com você e com os seus objetivos.

Autor
Luiza Alexandre

Luiza Alexandre

Redatora apaixonada em aprender algo novo todos os dias.