Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Comunicação empresarial ainda existe?

Comunicação empresarial ainda existe?

7 dicas para melhorar a comunicação interna em sua empresa.

Comunicação empresarial, como o próprio nome já diz, é a ferramenta usada pelos profissionais desta área, geralmente em conjunto com o departamento de recursos humanos, para disseminar informações internas importantes entre os colaboradores, promover ações de integração e, inclusive, algumas celebrações.

A notícia é que – PASME – isso não existe na Hotmart!

Mas calma! Antes de concluir que nós não nos comunicamos dentro da empresa, vou tentar te convencer de que as coisas mudaram um pouquinho e de que isso é muito bom!

O que é comunicação empresarial?

O termo comunicação empresarial fala por si só e determina o processo de disseminação de informações internas dentro de uma organização.

Onde há gente, deve haver comunicação e a informação deve ter seus caminhos para chegar a todos.

Até aí, tudo certo, mas devemos nos lembrar de que isso é apenas um conceito e que ele é só o ponto de partida do qual muitas coisas devem ter origem.

Como manter a comunicação interna na minha empresa?

Já que as coisas mudaram, você deve estar pensando: como, então, eu devo me comunicar com as pessoas que trabalham comigo?

1. Tenha uma cultura forte

O primeiro ponto que deve ser levado em consideração é a cultura da sua empresa.

Você pode não perceber e nem dar muita atenção para isso, mas toda empresa tem uma cultura, independentemente de ter 3 ou 30 mil funcionários.

É a cultura da sua empresa que vai guiar todos os processos, inclusive a forma como a comunicação interna acontece.

Portanto, o primeiro passo para ter uma comunicação empresarial de qualidade é ter uma cultura forte, coerente, bem definida e, principalmente, conhecida e incorporada por cada uma das pessoas que trabalham na empresa.

Na Hotmart, nossa cultura é nosso ativo mais valioso e a nossa missão é fazer com que as pessoas vivam de suas paixões. Mas se você está pensando que essa missão contempla apenas os usuários da nossa plataforma, você está pensando errado.

Não é coerente ter uma cultura que busque promover sempre o melhor para o cliente, enquanto o capital mais precioso da empresa, que é o intelectual, esteja sendo negligenciado.

Viver das próprias paixões é mais do que uma missão, mas uma constante que esperamos ver, todos os dias, em quem trabalha aqui.

2. Encante quem trabalha com você

Compartilhar informações importantes é uma parte essencial do processo, mas manter as pessoas apaixonadas pelo que fazem e por onde trabalham é muito mais desafiador, porém não menos prazeroso.

E quando eu digo que o conceito de comunicação empresarial acabou é porque entendo que o papel dessa área vai muito além disso.

Por essas e outras, o setor responsável por isso, na Hotmart, foi renomeado para Employer Branding, pois este conceito contempla o nosso entendimento de que antes da nossa marca ser admirada por quem a vê, ela deve ser admirada por quem a constrói.

O papel da nossa área de Employer Branding, afinal, é transformar a Hotmart em uma referência em marca empregadora. Afinal, um lugar com motivos de sobra para reter pessoas apaixonadas pelo que fazem também é capaz de atrair os melhores talentos, não é mesmo?

3. Estimule o senso de pertencimento

Vou ignorar pontos como estrutura física da empresa, política de remuneração e detalhes operacionais, entendendo que a alta gestão já cuida dessa parte com bastante atenção e proporciona boas condições de trabalho aos seus colaboradores.

A questão é que para ter na equipe pessoas apaixonadas pelo que fazem, que trabalhem com amor e que vistam a camisa do seu time, é preciso estimular nelas o senso de pertencimento.

Faça com que elas enxerguem que, além de serem parte da empresa, são tão responsáveis por ela quanto quem a fundou.

Para merecer a admiração e a confiança das pessoas é indispensável ser transparente, buscar ferramentas eficientes para garantir que todas elas estejam bem informadas e, mais do que isso, que sejam sempre as primeiras a saber das novidades, antes dos clientes e do mercado.

4. Mantenha as pessoas bem informadas

Manter as pessoas bem informadas é fundamental. Oferecer a elas um ambiente de trabalho agradável, no qual elas se sintam bem, é ainda mais.

Acredito que o pontapé inicial para quebrar barreiras é determinar o tom de voz da comunicação, definindo se no seu ambiente cabe uma linguagem formal ou mais descontraída.

Uma vez determinado o tom de voz, respeite-o sempre em seus canais oficiais.

Falando em canais, já parou para pensar em quais devem ser os seus?

É preciso saber qual (ou quais) deles melhor se adapta ao perfil dos colaboradores e à necessidade da sua empresa.

Algumas vezes, o bom e velho mural no corredor pode ser mais eficaz do que uma intranet super elaborada.

5. Celebre os momentos especiais juntos

Para que as pessoas se sintam lembradas, uma dica é fazer um planejamento e montar um calendário comemorativo, incluindo datas importantes que façam sentido para a equipe e para o negócio, sem deixar de lado o investimento em presentes legais quando isso acontecer.

Celebrar as conquistas junto ao time, promover momentos de integração, garantindo que as pessoas se conheçam e, mais do que isso, se admirem, minimiza consideravelmente os riscos de conflitos e desentendimentos.

Propor ações para sinalizar acontecimentos importantes na vida das pessoas, como aniversário, casamento, nascimento de um filho e até falecimentos é uma maneira de provar que, para a empresa, o bem-estar daquela pessoa importa muito.

Na Hotmart, por exemplo, celebramos algumas datas focando em entretenimento, como o Carnaval, o Natal e a Páscoa.

Mas também provocamos a reflexão e a conscientização sobre temas importantes e, algumas vezes, sensíveis, como o Dia Internacional da Mulher, Dia do Orgulho LGBTQ+, Outubro Rosa, Novembro Azul, entre outros.

As pessoas ficam mais seguras quando se sentem representadas e, se isso for feito com sensibilidade e respeito, o caminho fica fácil.

Nem é preciso falar em respeito à diversidade e que é sempre válido promover o diálogo em ambientes assim, tão plurais e heterogêneos, não é mesmo?

Estimular o exercício da empatia é sempre a melhor estratégia.

Para que os nossos HotTroopers (maneira carinhosa como chamamos nossos colaboradores) se admirem, por exemplo, lançamos a série Troopers’ B-Sides, na qual uma vez por mês, um Trooper mostra algo com o que se ocupa quando não está na Hotmart.

Já publicamos histórias sobre músicos, atrizes, atletas e de pessoas com projetos paralelos muito especiais.

O resultado é incrível!

Os protagonistas da série se sentem especiais e seus colegas se aproximam ao mostrar que foram apresentados a um lado especial de uma pessoa que conheciam superficialmente e que, agora, desejam conhecer melhor.

6. Aprenda a lidar com as crises

Um ponto muito importante sobre ter uma comunicação empresarial efetiva é analisar a capacidade da área de lidar com crises.

Os boatos, por exemplo, servem como indicadores de que sua comunicação não está cumprindo seu papel. Dar atenção a eles também é uma forma de entender as lacunas dos seus processos e buscar os problemas direto na fonte, encontrando a melhor maneira de resolvê-los.

Quanto menos boatos, mais certeza de que as informações estão chegando de maneira eficiente aonde precisam chegar.

Deixar um canal sempre aberto entre o colaborador e a empresa é a forma mais honesta de evitar que vias de comunicação paralelas e não oficiais ganhem poder.

Mas atenção!

A sua cultura é a responsável por determinar o limite dessas vias, pois, a partir do momento em que elas se tornam nocivas ao ambiente ou ao bem estar individual, providências devem ser tomadas imediatamente.

Não subestime o poder da conversa de corredor e, se ela surgir, atue rápido na origem do assunto, estabeleça canais, ouça os envolvidos e cuide para que o problema não atinja proporções maiores.

7. Descubra o que as pessoas pensam, do que precisam e o que querem

Se seu desejo é promover uma comunicação empresarial eficiente, você precisa conhecer muito bem as necessidades do seu cliente interno e isso só é possível de uma maneira: mensurando.

Colha dados pessoais sobre os seus funcionários, pois suas restrições e particularidades são detalhes muito importantes.

Já pensou quanto desconforto poderia haver em presentear um colaborador com um brinde que ele não possa consumir, como, por exemplo, entregar um chocolate a um diabético?

Ter um banco de dados bem detalhado sobre as pessoas que estão ao seu redor é fundamental.

A cada ação realizada, analise a percepção dos colaboradores.

Envie pesquisas, elabore relatórios e verifique, com muita atenção e cuidado, todos os pontos positivos e negativos levantados. Tenha sempre esses relatórios ao seu alcance e consulte-os toda vez que tiver uma ação em planejamento.

Com dados reunidos, fica bem mais fácil visualizar tudo que funciona no seu cenário e os seus riscos ficam cada vez menores. Isso evita gafes, demonstra cuidado e é uma maneira de reforçar nas pessoas a percepção de que cada detalhe sobre elas e sobre o que elas pensam importa.

Qual o perfil do profissional de comunicação?

É claro que é desejável que a pessoa responsável pela comunicação interna de sua empresa conheça o básico sobre relacionamento com o público, comunicação e que dialogue bem com o RH.

Mas outras características essenciais que precisamos buscar nessa pessoa são criatividade, sensibilidade, versatilidade e bom senso.

  • Criatividade para encontrar maneiras interessantes de propor ações necessárias à realidade de qualquer empresa;
  • Sensibilidade para enxergar, pelos olhos do outro, as reais necessidades de cada grupo, levando em conta suas particularidades;
  • Versatilidade para se adaptar a mudanças e a novos cenários e
  • Bom senso para agir sempre com respeito e justiça em todas as situações.

Por fim, lembre-se de que, mesmo reunindo todas essas características, nada substitui o carinho com o DNA da empresa e a maneira humana com a qual cada uma das pessoas ao seu redor deve e merece ser tratada.

Quer saber mais sobre esse assunto? Não deixe de conferir também nosso post com dicas para melhorar o clima organizacional em seu negócio.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.