Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Minicurso Hotmart

Você é professor?

Já tem conteúdo para ensinar?

Comece 2019 com o pé direito e sendo dono de seu próprio negócio.

Aprenda a criar seu curso online de forma gratuita.

QUERO ACESSAR O MINICURSO
Fechar 66 ideas de nichos de mercado para crear productos digitales

66 ideas de nichos de mercado para crear productos digitales

Descarga nuestra guía gratuita y conoce los mejores segmentos para emprender en Internet.

¡DESCARGA EL MATERIAL!

Vender pela internet começando do zero: guia completo!

Vender pela internet começando do zero: guia completo!

Descubra o que você pode vender online, como ter um negócio virtual sem investir dinheiro, como divulgar seus produtos e muito mais.

Vender pela internet é uma excelente oportunidade para quem quer iniciar seu próprio negócio sem ter que sair de casa.

No entanto, muitas pessoas pensam que começar um empreendimento online é fácil e que é possível ter sucesso de um dia para o outro.

A primeira coisa que você precisa saber é que, para obter bons resultados com vendas na internet, você precisa planejar, trabalhar e estudar muito.

Não existem milagres que vão te deixar rico rapidamente ou sem qualquer esforço.

Mas se você fizer um trabalho sério e estruturado, é provável que alcance seus principais objetivos, como ter mais tempo para estar com sua família, trabalhar enquanto viaja, ser seu próprio chefe, ganhar mais dinheiro, entre outros.

Para te ajudar, preparamos um guia completo com tudo o que você precisa saber para começar a vender pela internet a partir do zero!

Índice
Entenda quais produtos e serviços podem ser comercializados pela Internet Aprenda a ter um negócio virtual sem investir dinheiro Escolha o produto ideal para vender online Identifique e estude um mercado Crie seu produto começando do zero Escolha uma plataforma para vender seu produto Divulgue seu produto e demonstre autoridade Outras opções de atuação  Dicas finais

1. Entenda quais produtos você pode vender pela internet

A primeira coisa que você deve pensar quandodecide vender pela internet é “o que meus clientes vão comprar?”.

A gente sabe que isso parece muito óbvio! Mas é comum encontrar pessoas que reclamam de não vender nada porque querem ganhar dinheiro com publicidade em seu site.

Embora essa seja uma opção, não é a mais aconselhável, uma vez que existem poucos casos em que as pessoas conseguem alcançar o sucesso apenas com isso.

Mas, então, o que podemos vender pela internet?

Selecionamos as melhores opções:

Consultoria

A consultoria é uma excelente opção para aqueles que conhecem bem um tema em particular e se especializaram nesse segmento.

Vamos dar um exemplo!

Imagine que você é um especialista em finanças pessoais e investimentos. Pode ser que você tenha estudado para isso ou que tenha adquirido conhecimento trabalhando em uma empresa do setor. O importante é que você conheça muito sobre economia e gerenciamento de patrimônio e saiba as melhores estratégias para investimentos pessoais para ter alta lucratividade.

Agora, imagine que você criou um blog e um canal do YouTube com dicas e pequenas lições sobre o assunto. Ao longo do tempo, usando estratégias para divulgar seu conteúdo, você alcançou uma audiência leal, que sempre lê seus posts e deixa comentários, além de participar de lives em suas redes sociais.

Essas pessoas estão interessadas em seu conteúdo e podem precisar de uma atenção personalizada ou uma assessoria. Ou seja, o que você pode vender pela internet é uma consultoria para pessoas que precisam melhorar suas finanças pessoais.

Para atrair seus clientes, um formulário em seu site pode ser suficiente, e esta consultoria pode ser prestada pessoalmente ou por videoconferência.

O consultor faz uma análise da situação de seu cliente e o ajuda a alcançar seus objetivos com o planejamento e a execução de ações estratégicas. E aqui mostramos só um exemplo, porque você pode oferecer consultoria em vários nichos, como moda, administração, marketing e muitos outros.

Serviços

Outra opção para começar a vender pela internet são os serviços.

Suponha que você tenha muitos conhecimentos de inglês e, como no caso anterior, você oferece conteúdo para pessoas que precisam aprender o idioma.

Se seu público confia em seu conhecimento e em sua capacidade didática, provavelmente, vai querer ter aulas com você, certo?

E é exatamente isso que você pode vender pela internet: suas aulas particulares, pessoalmente ou por streaming de vídeo.

O mesmo pode ser feito em diferentes segmentos: se você tem conteúdo online em desenvolvimento de softwares, você pode vender esse serviço (como criar um aplicativo, por exemplo). Ou se você é um arquiteto, também pode oferecer projetos na internet.

Existem milhares de possibilidades e os lucros podem ser significativos!

A desvantagem da venda de serviços (e também da consultoria) é que você só poderá atender a um número limitado de clientes: afinal, você é apenas uma pessoa e terá que dedicar muito tempo a cada uma delas. Com isso, fica mais difícil escalar seu negócio.

Produtos físicos

Os produtos físicos também podem ser vendidos online e são muito populares. Cada vez mais pessoas compram em lojas virtuais, porque é muito mais prático do que ir a uma loja física.

Essa é uma boa opção para aqueles que já têm uma loja offline e querem levar seus negócios ainda mais longe, ou para aqueles que querem começar e vender produtos sem ter despesas com as instalações (aluguel, despesas com eletricidade e água, etc.).

Para ter um e-commerce, você precisa de uma página responsiva, com fotos, descrições e preços de seus produtos.

Além disso, é necessário ter uma plataforma de pagamento e uma equipe que cuide de toda a parte técnica exigida pelo site. Mas também existem algumas plataformas que já oferecem toda a estrutura básica para uma loja online, como Loja Integrada, Loja Virtual, Minestore, Shopfy e Nuvemshop.

Outro item importante é que você terá que lidar com a gestão de suas ações e com a logística dos envios. Uma dica interessante é o uso de drop shipment (em português, triangulação de envios). Nesse caso, você não precisa ter o produto em seu estoque: quando o cliente faz o pedido, você o encaminha para o atacadista, que enviará a compra diretamente ao cliente.

Produtos digitais

Os produtos digitais são comercializados online em formato digital e podem ser consumidos pelo computador ou qualquer dispositivo móvel como e-readers, tablets e smartphones.

O público que consome produtos digitais está crescendo cada vez mais por muitas razões. Veja algumas delas:

  • As pessoas não precisam sair de suas casas para fazer a compra;
  • Se é um produto como um livro, por exemplo, não é necessário esperar ele chegar: basta fazer o download em alguns minutos ou segundos;
  • Se é um produto como um curso, não é necessário enfrentar o tráfego para ver as aulas e o aluno pode fazer tudo no seu ritmo, de onde e quando quiser;
  • Os preços são atraentes.

Para aqueles que decidem vender pela internet esse tipo de produto, existem várias vantagens, como ser capaz de começar com muito pouco ou nenhum investimento, ter um negócio escalável, poder trabalhar em qualquer lugar e muito mais.

Para ser um produtor digital, é necessário desenvolver diferentes atividades. No caso do professor online, por exemplo, é necessário definir o nicho de ação, planejar o curso, fazer roteiros, gravar videoaulas e promover o conteúdo na internet.

A nossa recomendação é que você tenha uma plataforma que realize a gestão dos pagamentos, envie o produto automaticamente ao comprador e ofereça duas opções: que o cliente faça o download do produto ou tenha acesso a uma área de membros.

Cursos online

Os cursos online são materiais ricos, geralmente educativos, que abrangem temas diversos, desde disciplinas convencionais até um curso de gastronomia, por exemplo.

Assim como o próprio nome já diz, esse tipo de curso é disponibilizado e consumido exclusivamente pela internet, sendo o formato mais comum as videoaulas.

Diferentemente do que muita gente pensa, não é necessário ser um professor formado para atuar no ramo de cursos online, desde que você tenha um conhecimento sobre determinado assunto e queira compartilhá-lo com outras pessoas.

É claro que isso se aplica apenas aos cursos livres, que não são atrelados à nenhuma instituição educativa. Em casos de cursos de graduação, a própria escola ou faculdade é responsável pela criação e distribuição do conteúdo.

O fato de ser um mercado democrático não significa, porém, que você não deve ter alguns cuidados na criação de seu material.

Assim como qualquer conteúdo gravado e disponibilizado online, é necessário ter uma rotina de pré e pós produção para garantir que  aquele material atende às necessidades de seu público.

Basicamente, você deverá traçar um comprador ideal para seu produto (também conhecido como persona), buscar um tema que seja do interesse desse público,  selecionar boas palavras-chave, para atrair compradores, além de produzir um conteúdo de qualidade tanto do ponto de vista do assunto abordado quanto da captação de imagem, áudio e demais detalhes técnicos.

Apesar de ser trabalhoso, ter seu próprio curso online pode trazer excelentes resultados financeiros para o empreendedor, uma vez  que cerca de 1,5 milhões de estudantes optaram por esta modalidade de ensino só no Brasil.

Parece um ótimo produto para vender pela internet, não é mesmo?

Ebooks

O ebook é um livro em formato digital que pode ser lido em qualquer equipamento eletrônico, como computador, smartphone, e-reader (leitor de livro digital, como o Kindle) ou tablet.  Existe também a opção de imprimi-lo para o consumo convencional.

Esse é um produto bastante popular entre os empreendedores digitais pois é mais simples e barato de ser produzido. Inclusive, você pode criar seu material mesmo sem conhecimentos de design, usando apenas programas instalados em seu computador.

Para o público, esse formato também é interessante, já que ele pode ser consumido com um pacote de dados simples, diferentemente de vídeos e outros formatos, que exigem internet de boa qualidade.

Aprenda tudo o que você precisa para criar seu próprio ebook.

Além dos cursos online (e-learning) e os ebooks, existem outros formatos de produtos digitais, como aplicativos móveis, congressos online e templates para download.

Produtos de terceiros

Uma boa ideia para quem quer vender online sem se preocupar com a criação e gerenciamento de produtos é participar de um Programa de Afiliados.

Os Afiliados promovem produtos de outras pessoas em troca de comissões pelas vendas realizadas.

Vamos a mais um exemplo?

Imagine que você tenha um blog sobre vida saudável e exercícios físicos. A maioria de sua audiência está interessada em perder peso, comendo de forma saudável e praticando atividades que ajudam a queimar calorias.

Agora, imagine que você descobriu um programa fitness online, com videoaulas que o aluno pode acompanhar de casa, realizando os exercícios em seu próprio lar.

Com certeza, seu público adoraria esse produto, certo? Então, o que você faz é recomendá-lo em sua página, com um link específico, também conhecido como link de Afiliado (ou, no caso da Hotmart, os Hotlinks).

Toda vez que alguém fizer uma compra e chegar ao produto graças ao link que você compartilhou, você receberá uma comissão pela venda.

Esse tipo de estratégia é muito interessante para quem quer vender pela internet porque você não precisará investir em compras de produtos físicos e pode usar diversas maneiras para divulgar seus links, como blogs, redes sociais e um canal no YouTube.

Você acha que tem o perfil para ser um Afiliado? Confira as dicas que o Alexandre deixou nesse Hotmart Tips explicando tudo sobre como fazer sua primeira venda como Afiliado:

Marketplaces

Marketplaces são sites para um segmento específico que reúnem produtos de vários sites e marcas em um só lugar.

Nesse tipo de site, o comprador pode escolher o produto que achar melhor, considerando suas características e preços.

Alguns exemplos desse tipo de vendas online são B2W, Booking e Decolar.

Os marketplaces são muito interessantes para os compradores, porque eles não precisam passar horas pesquisando o melhor preço e podem fazer o pagamento diretamente na página.

Para aqueles que querem vender pela internet, essa também pode ser uma boa opção, já que (como no caso anterior) não é necessário desenvolver um produto específico.

No entanto, é essencial ter habilidades de desenvolvimento web, a menos que você contrate alguém para fazer esse trabalho (o que não é nada barato).

2. Aprenda a ter um negócio virtual sem investir dinheiro

Se sua ideia é vender pela internet sem enfrentar muitos riscos, você pode optar por ter um negócio virtual que não requer muitos investimentos iniciais.

A venda de produtos físicos, por exemplo, não é altamente recomendada nesse caso. No entanto, vender serviços, produtos digitais ou produtos de terceiros pode ser uma excelente escolha para você.

Pensando nisso, selecionamos algumas dicas que podem ajudá-lo:

Não se preocupe com a perfeição

Você provavelmente quer ter o produto perfeito antes de começar a vender, certo?

É normal querer oferecer algo com excelente qualidade, e isso é o ideal, é claro.

No entanto, antes de saber se seu negócio realmente funciona, você pode começar com uma versão mais básica do produto, também conhecida como MVP (Minimum Viable Product). Essa espécie de protótipo pode ser construída com menos investimento e te permite testar a recepção do público ao seu produto ou serviço.   

Se você for criar um ebook, não precisa contratar um designer para lidar com a parte visual. Você pode começar com um modelo mais simples e criar o ebook você mesmo.

(Aqui em nosso blog, temos 4 templates para download para criar um livro digital usando o Power Point.)

Outro exemplo são os cursos online. Se você está gravando um vídeo, obviamente, quer que a qualidade seja a melhor possível. Mas, para iniciar, você não precisa de um estúdio ou uma câmera super profissional.

Se você tem um quarto em sua casa que está bem iluminado e tem uma parede neutra, sem muitos objetos e cores, você pode começar.

Porém, lembre-se de escolher um lugar confortável e com pouco barulho. Outra opção é fazer as gravações em um lugar da cidade que seja bonito e mais tranquilo.

Você pode saber mais sobre iluminação de vídeos lendo este post aqui.

Além disso, é possível usar a câmera do seu smartphone, desde que tenha uma qualidade aceitável de imagem e áudio. Se você quiser saber mais sobre o assunto, recomendamos nosso post sobre como criar cursos online, que mostra o passo a passo completo para você começar!

Escolha ferramentas gratuitas para seu trabalho

Existem muitas ferramentas excelentes para vender pela internet e várias delas são gratuitas, ou possuem versões básicas que você pode usar a um preço baixo.

Para divulgar seu produto e atrair clientes, uma boa opção seria usar o AdWords, a ferramenta de publicidade do Google. Mas, se você não tem dinheiro para investir, pode usar as estratégias de SEO (Search Engine Optimization) para deixar seu site na primeira página de forma orgânica, ou seja, sem gastar dinheiro para isso.

Outro exemplo:

Se seu produto for um curso online, você terá que usar uma plataforma de membros para que seus clientes possam entrar e acessar os módulos, vídeos, fóruns, atividades, etc. Existem excelentes opções que você pode usar, que apenas cobram uma porcentagem do valor do produto quando você faz uma venda.

O mais importante é pesquisar ferramentas que sejam boas, que atendam às suas necessidades e que não sejam caras. Se você fizer isso, verá que é possível começar a vender pela internet, mesmo que você não tenha muito dinheiro para investir.

3. Escolha o produto ideal para vender pela internet

Se você decidiu vender pela internet, o ponto mais importante de tudo é definir o que você vai vender!

Para isso, recomendamos que você escreva em uma folha 3 ideias de produtos que poderia criar ou divulgar, considerando os seguintes itens:

Quais temas você gosta ou domina?

O ideal é você escolher trabalhar com um tema que te interesse.

Como Confúcio disse: “Escolha um trabalho que você gosta e você não terá que trabalhar um único dia em sua vida“.

Pense sobre seus gostos e imagine os produtos que você poderia criar e vender online a partir daí.

Se você tem a jardinagem como um passatempo, pode criar um curso online que ensine as técnicas de cultivo em casa.

O ideal é escolher um assunto ainda mais específico, como o cultivo em ambientes fechados, cultivo de hortaliças em casas pequenas que não possuem jardim ou o cultivo de orquídeas, pois esses termos atraem um público menos genérico, já que atende uma necessidade clara.

Se você gosta de tirar fotos, pode criar um ebook com técnicas de fotografia. Pensando em assuntos mais específicos, você pode se concentrar em fotografia noturna, retratos, paisagens, técnicas de Photoshop e muitos outros.

Pense em seus gostos e habilidades e, certamente, você descobrirá algo perfeito para você!

ebook

Os 15 melhores segmentos para trabalhar na internet

Listamos as melhores oportunidades para começar um negócio online, e ideias para você atuar em cada mercado!

Obrigado por baixar o guia

Os 15 melhores segmentos para trabalhar na internet!

Para acessar o arquivo, basta clicar no botão abaixo!

Baixar ebookClique aqui para retomar a sua leitura!

O que as pessoas precisam?

As pessoas devem precisar de seu produto. Não adianta desenvolver algo que você acha que é maravilhoso, mas que não será útil para ninguém.

Para isso, você precisa identificar um mercado e estudá-lo.

É necessário realizar uma pesquisa de um nicho específico e entender quais são os problemas que os consumidores têm e que precisam ser resolvidos. Mas não se preocupe: é sobre isso que falaremos no próximo tópico.

Como você pode escalar seu negócio?

Outro dúvida importante a considerar é: Para vender mais, você precisará investir mais tempo e/ou dinheiro? Ou com um único esforço você pode conseguir vendas “infinitas”?

Se você vende um serviço, como a consultoria financeira, toda vez que fizer uma venda, você precisará investir mais horas de trabalho, porque terá que se encontrar com seu cliente, estudar sua situação e elaborar estratégias para alcançar seus objetivos.

No entanto, se seu produto for um ebook ou um curso online, depois de estar pronto, você não terá que se preocupar com mais nada: apenas com a venda. Ou seja, você criará o produto digital uma única vez e poderá vendê-lo para milhares de pessoas ao redor do mundo.

É por isso que, idealmente, você deve pensar em algo que pode gerar mais lucro com menos esforço e por mais tempo.

4. Identifique e estude um mercado

Depois de listar os 3 produtos que você pode vender pela internet, escolha a melhor opção fazendo uma pesquisa de mercado.

  • Estude seu nicho. Descubra quais problemas de sua persona você pode resolver. Pesquise com profundidade quais são suas dores e necessidades. Se você fará um curso de jardinagem, veja o que os usuários estão perguntando sobre o tópico no Google, Yahoo Respostas, etc.;
  • Procure produtos que já existem sobre o assunto e analise o que eles não têm. Como você pode oferecer algo diferente, que se destaque dos outros? Mas cuidado: se seu produto é muito novo e não há nada semelhante, pode ser que não haja audiência ou uma demanda real por ele;
  • Analise sua concorrência e inspire-se. Mas, claro, não copie o que eles estão fazendo. E esteja ciente de um fator: é muito difícil vencer a concorrência grande. Se você quer competir com empresas e marcas muito conhecidas, talvez seja necessário escolher outra opção ou um micro nicho para atuar;
  • Faça pesquisas com pessoas que você conhece e se encaixam em seu público-alvo. Você também pode fazer isso online, por meio de formulários, e em locais onde possa encontrar esse tipo de consumidores. Se você venderá um curso online de gastronomia para mães com crianças pequenas, por exemplo, você pode ir a um jardim de infância ou escola e pedir a mulheres com esse perfil que respondam algumas perguntas rápidas.

Entender seus futuros clientes é a coisa mais importante para você ter sucesso!

5. Crie seu produto começando do zero

Depois de ter definido o produto que você venderá online, você terá que criá-lo (a menos que você esteja vendendo um produto físico que já está pronto).

Se você quiser vender pela internet videoaulas, confira nosso guia completo com o passo a passo para criar seu curso online. E se você quiser criar um e-book, não esqueça de ler todas as nossas dicas para criar seu livro digital começando do zero.

BÔNUS: Convidamos você a descobrir o Desafio 30 dias, um curso totalmente gratuito, voltado para pessoas que desejam criar um produto digital para começar a empreender online. Com 17 aulas em vídeo e recheado de materiais complementares, ele guia, passo a passo, a criação de um curso online totalmente do zero. Essa é uma oportunidade para quem deseja tirar as ideias da cabeça e colocar a mão na massa.

Para cadastrar-se gratuitamente, clique aqui.

6. Escolha uma plataforma para vender seu produto

Quando seu produto estiver pronto para vender, você terá que escolher uma plataforma que lhe permita disponibilizá-lo.

No caso dos produtos digitais, recomendamos que você escolha uma com as seguintes características:

  • Possibilitar que você tenha uma página de vendas personalizada gerada na própria plataforma ou em uma página de vendas externa e integrada;
  • Armazenar produtos em um servidor confiável;
  • Gerenciar ordens de compra;
  • Executar toda a parte do pagamento de forma automatizada;
  • Permitir que seus clientes comprem em moedas diferentes;
  • Contar com uma Área de Membros, se o seu produto for um curso online;
  • Deixar os seus Afiliados divulgarem o seu produto e aumentar suas vendas;
  • Possuir uma equipe de suporte para seus clientes;
  • Ter design responsivo (ou seja, que funciona bem em tablets e smartphones);
  • Ter um funil de vendas;
  • Apresentar relatórios para que você possa acompanhar suas vendas.

Todos esses benefícios permitirão que você não tenha que se preocupar com a parte técnica do negócio, apenas com a criação do produto e com a divulgação.

E, obviamente, o ideal é escolher uma plataforma gratuita, sem taxa de adesão ou pagamentos mensais. Com a Hotmart, você só paga uma porcentagem do valor de seu produto quando faz uma venda pela internet.

7. Divulgue seu produto e demonstre autoridade

O aspecto mais importante para vender pela internet é, sem dúvida, conquistar seus futuros clientes.

Para isso, você precisa, principalmente, gerar confiança. As pessoas têm que te ver como alguém com quem podem contar, como alguém que pode e quer ajudá-las de forma transparente. E, para isso, você precisa oferecer conteúdo de qualidade.

Aqui estão algumas ferramentas online que você pode usar para promover seu produto e divulgar seu conteúdo.

Blog

O blog é o canal indispensável número 1 para quem quer construir sua audiência, estar em contato constante com o público e demonstrar autoridade.

Algumas vantagens dessa ferramenta são:

  • Não há limite de espaço para seu conteúdo: você pode digitar o quanto desejar;
  • O blog ajuda a melhorar sua posição no Google de forma orgânica;
  • Você pode interagir com seu público na seção de comentários;
  • Você pode colocar diferentes tipos de conteúdo: textos, vídeos, infográficos, pesquisas e muito mais.

Aqui, em nosso blog, já publicamos um texto com dicas valiosas para escrever em seu blog. Se você quer saber melhor sobre a importância de investir e como é possível ganhar dinheiro com blog, veja este vídeo:

Facebook

O Facebook é a maior rede social do mundo hoje, com 2 bilhões de usuários. Isso significa que seus clientes potenciais provavelmente estão nessa rede.

Algumas vantagens dessa ferramenta são:

  • É uma rede social dinâmica, muito conectada ao presente e muito atraente para os usuários;
  • Você pode criar campanhas pagas direcionadas especificamente para seu público (e medir seus resultados!);
  • Você pode interagir em tempo real, fazendo lives;
  • É um canal muito importante para divulgar o conteúdo de seu blog.

Antes de criar sua página, fique atento e evite cometer os erros mais comuns no Facebook.

Instagram

O Instagram é outra rede social popular, que já conta com mais de 700 milhões de usuários. A grande diferença em relação às outras redes é que sua abordagem é mais visual, com destaque para fotos e vídeos.

As histórias (ou stories), que são fotos ou vídeos que desaparecem em 24 horas, são boas maneiras de chamar a atenção do público.

Se você trabalha com o nicho da gastronomia, pode publicar pequenos vídeos com receitas, fotos dos pratos que você preparou, histórias com dicas interessantes, enfim, o céu é o limite!

Se você é iniciante, aprenda as melhores dicas de como vender no Instagram.

Página de vendas

A página de vendas é sua janela para compradores e afiliados (se você desejar que outras pessoas divulguem seus produtos e ajudem você a vender mais).

Sem dúvidas, a qualidade desse site terá um grande impacto em sua credibilidade e nível de autoridade. Portanto, é necessário considerar o seguinte:

  • Sua página de vendas deve ter uma descrição do produto e suas vantagens, dados sobre você e um vídeo chamativo. Além disso, você deve incluir outras informações, como aviso legal, contato e métodos de pagamento. (Confira nosso post sobre página de vendas para saber mais.);
  • O layout é muito importante, pois é a primeira coisa que o cliente vê ao entrar na sua página. Preocupe-se com a parte visual da sua página, como cores, tamanho da fonte e organização do conteúdo;
  • Revise os textos e certifique-se de que a gramática e a ortografia estão em ordem. Mas o mais importante é cuidar do seu copywriting: é necessário que seus textos sejam atraentes e impactem os leitores para que eles comprem seu produto;
  • Não se esqueça do Call To Action, para que os visitantes realizem a ação que você espera deles.

Dica: ter um domínio próprio é uma boa ideia para tornar sua página mais confiável para sua audiência.

E-mail marketing

O email marketing é extremamente importante para que você crie um público engajado e identificado com sua marca. Essa é provavelmente a ferramenta de marketing com melhor custo-benefício.

O bom do email é que ele vai diretamente para a caixa de entrada de seu lead ou cliente, o que aumenta as chances de que a mensagem seja lida.

Além disso, se você enviar campanhas de email segmentadas, poderá alcançar seu público de forma customizada, de acordo com as necessidades de cada pessoa.

Se você ainda não usa essa estratégia, entenda como usar o email marketing para vender pela internet.

Dica: Use depoimentos de pessoas que já são seus clientes como prova social para que sua audiência confie mais em seu trabalho.

Vídeo de vendas

O vídeo de vendas também é uma excelente opção para demonstrar sua autoridade, apresentar seu produto e chamar as pessoas para realizarem a compra. Veja nossos conselhos neste Hotmart Tips:

8. Outras opções de atuação

Caso você não tenha afinidade com nenhum dos formato que apresentamos anteriormente, não se desespere, pois existem outras opções para quem deseja trabalhar na internet.

Vamos falar, brevemente, sobre algumas delas.

Influenciador digital

O Influenciador Digital utiliza sua base de seguidores e influência online para endossar produtos e serviços.  Esse profissional também pode gerar renda por meio de parcerias com marcas, acordos publicitários, participação em eventos, entre outros.

Para atuar nessa área é imprescindível ter uma boa presença online, principalmente nas redes sociais mais populares como Facebook, Instagram ou YouTube.

Como o Brasil é um dos países que passa mais tempo online, esse pode ser um excelente mercado para quem deseja monetizar sua popularidade.

Alguns dos nomes mais conhecidos desse mercado são Whindersson Nunes, que tem um canal no YouTube com quase 30 milhões de inscritos, e no Instagram nomes como Maju Trindade, Boca Rosa e Thaynara OG.

Blogueiro

A profissão de blogueiro é uma ótima opção para quem deseja transformar o hobby de criar conteúdo em uma profissão.

Trabalhando como blogueiro é possível gerar renda de várias formas, seja com posts patrocinados, vinculação de anúncios, por meio do Google AdSense, e marketing de conteúdo, que é uma estratégia a longo prazo que consiste na criação de conteúdo de qualidade e otimizado para motores de busca, como forma de aumentar o engajamento de sua página online.

Apesar de muita gente achar que esse mercado foi ofuscado pelas redes sociais, o momento nunca foi tão propício para quem deseja ter um blog.

Conheça as melhores maneiras de ganhar dinheiro com blog.

9. Dicas finais

Ao longo deste post, nosso objetivo era dar uma visão geral de como vender pela internet. Mas não vá embora ainda! Antes de fechar esta janela e começar a planejar seu negócio, temos algumas dicas importantes:

  • Certifique-se de que seu negócio seja o mais automático possível. Use uma plataforma que faça toda a parte técnica para que você não tenha que perder tempo com atividades burocráticas e assim possa se concentrar no que mais importa: seu produto;
  • Meça seus resultados consistentemente e analise o que está indo bem e o que pode ser melhorado;
  • Procure entender seus clientes e ouvir o que eles têm a dizer. Eles são a parte mais importante de seu negócio;
  • Faça seu trabalho com muito foco e dedicação: se você fizer o que gostar, temos certeza de que será mais feliz em seu dia a dia.

Se você chegou até aqui, provavelmente já percebeu que vender pela internet é uma excelente alternativa para gerar renda e ser seu próprio chefe. Por isso, recomendamos que você leia nosso guia completo para criar uma aula virtual.

Um grande abraço e até logo!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.